Pular para o conteúdo
Início » Ações Ordinárias: O Que São e Como Funciona?

Ações Ordinárias: O Que São e Como Funciona?

acoes-ordinarias
Compartilhe este Post

Uma das categorias mais importantes são as ações ordinárias, que oferecem aos investidores certos direitos e benefícios.

Investir no mercado de ações pode parecer intimidante no início, mas compreender os diferentes tipos de ações disponíveis pode ajudar a simplificar o processo.

Neste artigo, vamos explorar em detalhes o que são as ações ordinárias, como elas funcionam e quais são suas vantagens.

1. O Que São Ações Ordinárias?

As ações ordinárias são uma classe de ações que conferem aos acionistas o direito de participar nas decisões da empresa por meio do voto em assembleias de acionistas.

Quando você possui ações ordinárias de uma empresa, você se torna um co-proprietário e tem uma voz ativa nas principais decisões corporativas.

Essas ações são identificadas pelo sufixo “3” em seus códigos de negociação.

As ações ordinárias são consideradas investimentos de longo prazo, uma vez que oferecem não apenas o potencial de retorno de capital, mas também uma participação ativa na empresa.

Elas representam uma forma de os investidores terem uma influência direta sobre a gestão e direção da empresa em que estão investindo.

2. Direitos e Benefícios das Ações Ordinárias

Ao investir em ações ordinárias, os investidores adquirem uma série de direitos e benefícios que podem ser fundamentais para sua estratégia de investimento.

Vamos explorar mais a fundo esses aspectos:

2.1 Direito ao Voto e Participação nas Decisões Empresariais

Um dos principais atrativos das ações ordinárias é o direito ao voto nas assembleias de acionistas.

Isso significa que os detentores dessas ações têm voz ativa nas decisões importantes da empresa, como a eleição de membros do conselho administrativo e a aprovação de propostas de mudanças estatutárias.

Essa participação direta na gestão da empresa permite aos investidores influenciarem seu rumo e alinhar os interesses corporativos com seus próprios objetivos financeiros.

2.2 Participação nos Lucros e Distribuição de Dividendos

Outro benefício significativo das ações ordinárias é a participação nos lucros da empresa.

Quando a empresa registra lucro, uma parte desse lucro pode ser distribuída aos acionistas na forma de dividendos.

Os detentores de ações ordinárias têm direito a receber esses dividendos de acordo com sua participação no capital social da empresa.

Essa distribuição de proventos pode representar uma fonte estável de renda passiva para os investidores, contribuindo para o crescimento do seu patrimônio ao longo do tempo.

2.3 Direito ao Tag Along e Proteção aos Acionistas Minoritários

Além do direito ao voto e à participação nos lucros, as ações ordinárias oferecem aos investidores o direito ao tag along, que é uma forma de proteção aos acionistas minoritários em caso de mudança de controle da empresa.

Isso significa que, se a empresa for adquirida por outra entidade, os acionistas ordinários têm o direito de vender suas ações pelo menos pelo mesmo preço oferecido ao acionista majoritário.

Essa proteção garante aos investidores uma certa segurança em situações de fusões e aquisições, reduzindo o risco de perda de investimento em caso de venda da empresa.

2.4 Valorização do Capital e Potencial de Crescimento

Além dos benefícios financeiros diretos, as ações ordinárias também oferecem o potencial de valorização do capital ao longo do tempo.

À medida que a empresa cresce e gera lucros, o valor das suas ações ordinárias tende a aumentar, proporcionando ganhos de capital aos investidores.

Essa valorização do patrimônio líquido pode ser uma fonte significativa de retorno sobre o investimento a longo prazo, especialmente para aqueles que têm uma visão otimista sobre o desempenho futuro da empresa.

2.5 Liquidez e Facilidade de Negociação

As ações ordinárias geralmente têm alta liquidez no mercado, o que significa que podem ser facilmente compradas e vendidas a qualquer momento.

Isso oferece aos investidores flexibilidade para ajustar suas posições de acordo com as condições do mercado e suas próprias necessidades financeiras.

A capacidade de negociar ações ordinárias com facilidade também aumenta a eficiência do mercado e ajuda a garantir preços justos e transparentes para todos os participantes.

2.6 Diversificação e Gestão de Risco

Investir em ações ordinárias pode ser uma parte importante de uma estratégia de diversificação de portfólio.

Ao possuir ações ordinárias de várias empresas em diferentes setores e regiões geográficas, os investidores podem reduzir o risco de perdas significativas em caso de dificuldades financeiras de uma empresa específica ou de um setor da economia.

Diversificar o portfólio com ações ordinárias também pode ajudar os investidores a capturarem oportunidades de crescimento em diferentes áreas da economia, maximizando o potencial de retorno sobre o investimento.

3. Como Investir em Ações Ordinárias?

Investir em ações ordinárias é relativamente simples, mas requer pesquisa e diligência por parte do investidor.

Aqui estão alguns passos básicos para começar a investir em ações ordinárias:

  • Pesquisa: Antes de investir, é importante pesquisar sobre as empresas em que você está interessado, entender sua saúde financeira, histórico de desempenho e perspectivas futuras.
  • Abrir uma Conta em uma Corretora: Você precisará de uma conta em uma corretora de valores mobiliários para comprar e vender ações ordinárias. Escolha uma corretora confiável e com baixas taxas.
  • Diversificação: Ao investir em ações ordinárias, é recomendável diversificar seu portfólio para reduzir o risco.
  • Acompanhamento: Fique atento ao desempenho das suas ações ordinárias e às notícias relacionadas às empresas em que você investe. Faça ajustes no seu portfólio conforme necessário.

Investir em ações ordinárias pode ser uma maneira emocionante e potencialmente lucrativa de fazer seu dinheiro trabalhar para você, mas é importante estar preparado e entender os riscos envolvidos.

4. Diferenças entre Ações Preferenciais e Ordinárias

Ao considerar investir no mercado de ações, é importante entender as diferenças entre os diversos tipos de ações disponíveis, incluindo as ações preferenciais e as ações ordinárias.

Embora ambas ofereçam oportunidades de investimento, existem distinções significativas entre elas que os investidores devem considerar ao tomar decisões de investimento.

4.1 Direito ao Voto e Participação nas Decisões Corporativas

Uma das principais diferenças entre ações preferenciais e ações ordinárias é o direito ao voto nas assembleias de acionistas.

Enquanto os detentores de ações ordinárias têm o direito de participar e votar em decisões corporativas importantes, como a eleição de membros do conselho administrativo e a aprovação de fusões e aquisições, os acionistas de ações preferenciais geralmente não possuem esse direito.

Isso significa que os investidores que possuem ações ordinárias têm uma voz ativa na gestão da empresa, enquanto os detentores de ações preferenciais têm um papel mais passivo.

4.2 Prioridade de Recebimento de Dividendos e Participação nos Lucros

Outra diferença significativa entre ações preferenciais e ações ordinárias está relacionada à distribuição de dividendos e à prioridade de recebimento dos lucros da empresa.

Enquanto os acionistas de ações preferenciais geralmente têm prioridade no recebimento de dividendos sobre os detentores de ações ordinárias, eles podem não ter direito a uma participação nos lucros restantes da mesma forma que os acionistas de ações ordinárias.

Isso significa que os acionistas preferenciais podem receber um pagamento regular de dividendos, mas podem perder a oportunidade de lucrar com o crescimento futuro da empresa.

4.3 Proteção em Caso de Falência ou Liquidação da Empresa

Em situações de falência ou liquidação da empresa, os acionistas de ações preferenciais geralmente têm prioridade no recebimento dos ativos remanescentes sobre os detentores de ações ordinárias.

Isso significa que, se a empresa enfrentar dificuldades financeiras e for liquidada, os acionistas preferenciais serão reembolsados antes dos acionistas ordinários, proporcionando-lhes uma certa proteção contra perdas financeiras.

No entanto, é importante notar que, em muitos casos, os ativos disponíveis para distribuição podem ser limitados e os acionistas ordinários podem acabar recebendo pouco ou nenhum reembolso.

4.4 Valor de Mercado e Volatilidade

Devido às diferenças em seus direitos e benefícios, as ações preferenciais e as ações ordinárias podem ter valores de mercado e níveis de volatilidade diferentes.

Enquanto as ações ordinárias geralmente são mais líquidas e têm maior volatilidade de preço, refletindo o potencial de crescimento e risco associado a elas.

As ações preferenciais tendem a ser menos voláteis e oferecer retornos mais estáveis, mas também podem ter menor potencial de valorização.

4.5 Estrutura de Códigos de Negociação e Identificação

Uma maneira fácil de distinguir entre ações preferenciais e ações ordinárias é através de sua estrutura de códigos de negociação na bolsa de valores.

As ações preferenciais geralmente são identificadas por um sufixo “4” em seus códigos de negociação, enquanto as ações ordinárias são identificadas por um sufixo “3”.

Essa convenção de nomenclatura facilita para os investidores identificarem e negociar os diferentes tipos de ações no mercado.

4.6 Escolha de Investimento e Estratégia

A escolha entre investir em ações preferenciais ou ações ordinárias depende das preferências individuais do investidor, bem como de sua estratégia de investimento e tolerância ao risco.

Os investidores que buscam retornos mais estáveis e priorizam a segurança financeira podem preferir ações preferenciais.

Enquanto aqueles que estão dispostos a assumir mais riscos em troca de potencial de crescimento e participação ativa na empresa podem optar por ações ordinárias.

Ao avaliar as diferenças entre ações preferenciais e ações ordinárias, os investidores devem considerar seus objetivos financeiros, horizonte de investimento e aversão ao risco.

5. Vantagens das Ações Ordinárias

As ações ordinárias oferecem uma série de vantagens que as tornam atraentes para investidores de longo prazo:

  • Participação na Gestão: Os acionistas com ações ordinárias têm uma voz ativa na gestão da empresa e podem influenciar decisões importantes.
  • Potencial de Valorização: Como co-proprietários, os detentores de ações ordinárias podem se beneficiar do crescimento e sucesso da empresa.
  • Proteção do Tag Along: O direito ao tag along oferece uma certa proteção aos acionistas minoritários em casos de mudança de controle da empresa.

Investir em ações ordinárias pode ser uma maneira eficaz de construir riqueza ao longo do tempo, desde que seja feito com sabedoria e prudência.

6. Estratégias para Investir em Ações Ordinárias

Ao investir em ações ordinárias, é importante ter uma estratégia sólida para maximizar seus retornos e mitigar riscos. Aqui estão algumas estratégias comuns:

  • Investimento de Longo Prazo: Muitos investidores optam por manter suas ações ordinárias a longo prazo para colher os benefícios do crescimento da empresa ao longo do tempo.
  • Análise Fundamentalista: Realize uma análise aprofundada da empresa, examinando seus fundamentos financeiros, gestão, concorrência e perspectivas de crescimento.
  • Diversificação: Diversifique seu portfólio investindo em ações ordinárias de empresas de diferentes setores e tamanhos, para reduzir o risco de concentração.

Adotar uma abordagem disciplinada e estratégica pode ajudar os investidores a alcançarem seus objetivos financeiros a longo prazo ao investir em ações.

7. Conclusão

As ações ordinárias oferecem aos investidores a oportunidade de não apenas investir seu dinheiro, mas também se tornarem parte da história e do sucesso de uma empresa.

Com direitos de voto, participação nos lucros e proteção do tag along, as ações representam uma forma poderosa de construir riqueza e influenciar o destino das empresas em que investimos.

É essencial fazer sua pesquisa, entender suas próprias metas e tolerância ao risco, e adotar uma abordagem disciplinada e informada.

Com o tempo e esforço adequados, as ações podem ser uma ferramenta valiosa para alcançar a independência financeira e construir um futuro sólido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *